STOP !



Consumismo refere-se a um modo de vida orientado por uma crescente propensão ao consumo de bens ou serviços, em geral supérfluos, em razão do seu significado simbólico (prazer, sucesso, felicidade).
Um estudo realizado pela Sociedade Americana de Ecologia chegou à conclusão que consumimos 30 % a mais do que a Terra pode suportar.

“As pessoas diminuem seu conforto ou necessidade para que possam parecer bem vestidas.”

Uma manhã ensolarada, um cartão de crédito com débito ou alto valor de credito, uma vitrine luminosa, um sapato em liquidação e uma mulher passando pela loja, esse é o cenário perfeito para explicar um pouco do desejo de consumo feminino.


Que as mulheres compram, ou pelo menos gastam mais do que os homens, isso é já um fato até comprovado pelo IBOPE.
Homens e mulheres se diferem em muitos aspectos, dentre eles está à maneira de comprar e onde comprar. Em uma pesquisa, os dados mostram que as mulheres preferem comprar pessoalmente e nas lojas, pois necessitam ter o contato pessoal e poder conversar com o vendedor. E isso as difere dos homens, pois estes preferem comprar mais produtos de informática e de eletrônica pela Internet.

Promoções, sonhos, raridade, combinações, rapidez e outros itens importantes fazem do desejo de compra um sentimento de prazer e independência para as mulheres, e isso tudo é ocasionado por um momento de impulsão. A compra compulsiva pode até resultar em uma doença nomeada de oniomania, Ela é comparada a dependência de álcool e cigarro e problemas psicológicos, como ansiedade e a baixa autoestima. 


A pesquisa ainda mostra que a diferença em quantidades de compras entre homem e mulher chega a 10%.
A explicação para esse fato vai muito alem do que classe social, cultura, raça ou quantidade de salário no final do mês, pois vai afundo nos meandros da genética feminina. E enquanto tudo isso foi mencionado, alguma mulher que estava passando em frente de alguma loja, já comprou um sapato, uma bolsa para combinar com ele, e agora esta procurando por algum outro produto que a satisfaça.
Uma coisa é certa: “Se hoje uma marca pretende ser líder de mercado, ela tem que olhar com atenção o poder de consumo dessa classe, principalmente para a mulher, que é representante da decisão de compra e dos gastos seja eles domésticos ou não.” – Meirelles


O fato é que, gostamos sim de comprar! E se conseguimos pagar qual o problema ne? Haha

Mas cuidado ok? ! 
Quando menos perceber esta atolada em contas, com valores maiores do que você mesmo pode pagar.

Vale a pena ficar bonita, mas vale a pena economizar.

Repense se vale mesmo e se faz alguma diferença uma bolsa a mais, ou se pode continuar com a sua.


Seja ajudante da ecologia, não pense apenas na sua satisfação!

2 comentários:

  1. Nos últimos tempos eu tenho pensando muito sobre isso "comprar para ter" e descobri que muitas das minhas compras eram para isso, só perdia para o "comer". Porque existem coisas de usar e coisas de simplesmente possuir, e acho que eu possuo muitas coisas, hahahaha! Tô querendo dar um STOP mesmo, nem sempre a gente consegue =( mas o que importa é tentar ao máximo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Luly !! Eu também, paro e observo (depois de ter comprado) que não tinha necessidade nenhuma, e tudo não passava de uma vontade de possuir e nenhuma necessidade. E pra piorar não assumimos que podemos estar ate mesmo perdidos nesta oniomania. Mas em fim, vamos tentando o quanto der dar um STOP para essa vida!!! *-*

      Excluir