Se joga



Então vamos la, para os primeiros entendimentos...

Tudo tem um começo e um fim. E às vezes chegar ao final é desesperador. Acredite o medo não é por acabar e sim por ter de recomeçar. 

É que na verdade estamos tão acomodados que se levantar e começar uma nova caminhada requer certa coragem.

Achamos sempre que as coisas nunca deveriam acabar e que as coisas deveriam permanecer intactas até que chegue o nosso próprio fim. 

Ok sei que não é sempre, até porque as vezes temos a necessidade da loucura de mudar. Mas o medo é sempre maior!

É muito difícil! Admito!
Não é fácil deixar amigos, namorado, conhecidos ou uma escola, casa e família. Mas às vezes é necessário, chega uma hora que é preciso dar adeus e ir.

Pode demorar certo tempo para se acomodar novamente, mas esta ai... Não se acomode, esteja pronto para voltar, ou para ir mais alem se preciso.

Deixe o medo ir junto, por incrível que pareça vai haver uma hora que ele vai sumir e a vontade da mudança será maior.

“Ao desapegar, tudo se torna realizado. O mundo é vencido por aqueles que desapegam. Quando você tenta e tenta, o mundo se torna mais do que vencer” (Lao Tzu)

Às vezes temos duvidas sobre quando mudar, e descobrimos o tempo certo quando nos deparamos com a mesmice de fazer o mesmo e pensar o mesmo.

Esqueça esse pensamento do que as pessoas vão achar.

Em um texto li algo assim: “Nossos desejos e sonhos devem ser colocados na lista de prioridade e ser o motivo maior para o qual saímos do lugar, ser o motivo maior para o qual vivemos”.

Desista da sua necessidade de estar sempre certo

Admita, o quanto é difícil nós aceitarmos estar errados. E não devo o culpar, somos assim. Há tantos de nós (para não generalizar) que não suporta a ideia de estar errados. E se você se colocou nesse grupo, estamos juntos!

Não vale a pena ok? Quando sentir a necessidade “urgente” de entrar em uma briga sobre quem está certo, reflita se irá mesmo fazer alguma diferença ser o certo ou a pessoa gentil.


 Desista da Necessidade de impressionar as outras pessoas

Vamos parar de tentar fazer os outros gostarem de nós. Parar de ser outra pessoa para as outras pessoas.

Não perca mais tempo provando nada a ninguém ok?

“Viva intensamente cada segundo que se passa, pois não teremos outra oportunidade e dessa vida só se leva a vida que se levou.”

Desista das Etiquetas

Pare de etiquetar coisas, pessoas ou lugares que você não entende. Para de chamá-los “estranhos” ou “diferentes”. Tente abrir sua mente, pouco a pouco.

“A mais alta forma de ignorância é quando você rejeita algo sobre o qual você não sabe nada sobre” – Wayne Dyer

Desista de reclamar

Para de reclamar ok? Primeiro ninguém aguenta mais tanta reclamação sobre as mil coisas, pessoas, situações, eventos que lhe fazem infeliz, triste e oprimido. Até porque ninguém pode nos fazer infeliz, a não ser que permitamos.

Talvez esteja ai a hora não só de se mudar, mas mudar nossas escolhas.

É difícil a porcentagem de pessoas que nascem bem onde pertence.

Aquelas que já nascem, é porque com certeza não tiveram a coragem de buscar ainda mais.

Não se sinta confortável onde esta.

Deixe que a vida trilhe seu caminho. 
Abra os braços e deixe que o vento bata no seu rosto apontando a direção certa.
Trilhe suas escolhas para sempre mudar e não se acomodar.
Grite para o mundo que não importa o que o ser ao lado pensa e sim o que você acha realmente certo. Esqueça a crença maluca de que o ser humano tem que seguir uma reta certa de vida.

A reta pode ser torta e se acabar, pode se limitar e ser um erro, mas a tentativa sempre vai ser a melhor escolha.

E se der errado? Não tenha medo, esteja sempre pronto para voltar e começar tudo novamente.


Ariane Balbino


Missão Férias


Não, eu não vou falar pra ninguém viajar, até porque também não vou.

Para aqueles que trabalham, as férias começam apenas nos finais de semana, mas é sempre bom planejar qualquer tempinho livre que tiver se não... Acabamos ficando sem fazer nada.

Eu a principio entro de férias hoje da escola, e só em agosto definitivamente de tudo. Mas estou pensando seriamente no que planejar para não ficar em casa sem fazer nada.

Vou destacar um ponto importante hoje, que é o NÃO SEDENTARISMO.


Atividade física e exercício físico não é a mesma coisa. Atividade física é qualquer movimento do corpo que resulte em um aumento do gasto energético. Já o exercício físico é uma ação planejada e estruturada. Ambos promovem a queima de calorias, porém em níveis diferentes.
Obs.: Para fazer bem, não adianta ficar só na atividade física!

Ari, mas esporte plena férias?

Gente! Não estou pedindo que fique o dia todo na academia, correndo ou fazendo abdominais.
Pode jogar bola à tarde, dar uma corridinha de manha, ou ate mesmo ir à academia se você prefere.

Suba escadas do prédio, ou as escadas do porão. Suba e desça a subida ai do bairro. Ou simplesmente, uns exercícios quando acordar.

 “O ideal para a saúde é que o exercício físico se torne um hábito na infância ou na adolescência, para não haver dificuldades de integrá-la à vida adulta.”

Além de fazer bem a saúde, faz bem para o humor.

Melhora o humor? Mas como? "A prática de exercícios físicos aumenta o nível de neurotransmissores, como a noradrenalina, a serotonina e a dopamina, que produzem uma sensação de relaxamento e bem-estar no indivíduo" - Neurofisiologista Ricardo Mario Arida / Unifesp.

Não é preciso ficar horas a fio na academia. Veja quais atividades cotidianas já garantem o máximo de satisfação e bem-estar.

● Fazer compras no supermercado
● Praticar jardinagem
● Levar o cachorro para passear
● Descer e subir as escadas do prédio, em dias de chuva
● Caminhar pelo shopping em ritmo acelerado
● Fazer bicicleta ergométrica em casa
● Matricular-se em curso de dança de salão
● Caminhar na praça próxima de casa e fazer novas amizades
● Jogar futebol com os amigos
● Passear de bicicleta com a família.


Viu, pode ser simples ter uma vida saudável e menos estresse com apenas uma horinha do dia.


“O exercício físico ou mental nos capacita a habilidade da disciplina determinante a concretização de ideais.” – Mônicka Christi



Continue acompanhando o blog! Até a próxima.

Ser voluntário


  
 O voluntariado é o conjunto de ações de interesse social e comunitário em que toda a atividade desempenhada reverte a favor do serviço e do trabalho. É feito sem recebimento de qualquer remuneração ou lucro. É uma profissão de prestígio social, visto que o voluntário ajuda quem precisa, contribuindo para um mundo mais justo e mais solidário.


Sinceramente? Não há presente maior do que um sorriso de uma criança ou de um senhor, não a presente maior que um abraço sincero de quem esperava tanto por um à tempos.
Não tem presente maior a alegria de uma criança receber uma simples boneca ou uma simples bola.
Não ha presente maior que uma família feliz, por ganhar um saco de comida ou um café da tarde com musica e animação de pessoas que trazem dias melhores.


Muitas pessoas deixam essa vontade de lado, quando preferem dizer que não tem condições suficientes para doar ou para ser voluntario.
Mas ser voluntário não é só doar dinheiro, comida, muito menos presentes.
É doar sorrisos, abraços e conversas!
Muitos idosos são abandonados ou deixados em asilos por filhos ou pela família. Talvez não por maldade e sim por falta de tempo. Tem a certeza de que estarão mais bem cuidado ali.
Acho justo! Os velhinhos são felizes nesses lugares, porque conversam e convivem com pessoas que o entendem. Mas eles esperam todos os dias uma companhia de fora, um abraço ou um sorriso. Eles esperam por pessoas boas e felizes que possam os alegrar.Que possam os escutar, contar suas histórias repetitivas.



Em um comentário sobre a visita a um asilo, a um ano atrás, escrevi a seguinte frase:
“Eles são carentes, nos esperam todos os dias. Eles são carentes por receber, eles são carentes por dar.”

Crianças esperam pessoas que tenham paciência com elas, crianças precisam de pessoas que brinquem e que não briguem porque querem se sujar. Elas têm a necessidade de se sujar, precisam ser felizes!
  

E os pais ou família não têm culpa por não terem essa certa paciência, até porque querem proteger a criança de tudo o que pode a fazer mal. Convivem todos os dias, e não tem culpa de estarem estressados para não poder brincar. Não tem culpa do seu trabalho estressante. Mas a criança também não!

A mensagem que quero deixar é “Tenha paciência Tenha tempo para fazer o bem. Tenha tempo com sua vovó, ou seu vovô. Se pode, ajude aquela família. Se pode brinque com seus filhos ou sobrinhos. Se pode sorria mais. SEJA MAIS 

Beijos da Ari