Prazo Curto




Oswaldo Montenegro uma vez, disse: “Faça uma lista de grande amigos, quem você mais via há 5 anos atrás... Quantos você ainda vê todo dia? Quantos você já não encontra mais? Faça uma lista dos sonhos que tinha... Quantos você desistiu de sonhar? Quanto amores jurados para sempre... Quantos você conseguiu preservar? Onde você ainda se reconhece, na foto passada ou no espelho de agora? Hoje é do jeito que achou que seria? Quantos amigos você jogou fora... Quantos mistérios que você sondava, quanto você conseguiu entender? Quantos defeitos sanados com o tempo, era o melhor que havia em você? Quantas mentiras você condenada, quantas você teve que cometer? Quantas canções que você não cantava, hoje assovia pra sobreviver... Quantos segredos que você guardava, hoje são bobos ninguém quer saber... Quantas pessoas que você amava, hoje acredita que amam você?“

“Ué Ari como assim?”
Estranho ne? (risos), até porque nunca comecei um post do blog assim. Mas é que realmente me senti na obrigação de falar sobre isso com vocês.
Pesquisando novidades para o tema da semana do blog, vi esse texto. Fui lendo e quando cheguei no final parece que um caminhão tinha passado por cima de mim.
Gente, agora me diz... Como tudo pode passar tão rápido? E o que fazemos.. apenas aceitar, afinal não temos o que fazer. Fernando Pessoa dizia “O tempo passa. Não nos diz nada. Envelhecemos, afinal sabíamos [...]”.
A gente pisca passou, a gente ri passou, a gente chora passou...
Engraçado que algumas coisas pedimos para passar. Só não percebemos que é nossa vida passando. O que era a 3 ou 5 anos atrás? O que pensávamos?

Parei pra pensar e cheguei ao consenso de que o que mais nos faz sofrer é o adeus de pessoas. Ou pior ainda, as que nem dão um adeus.
Vai e vem uma pilha de corações, vai e vem uma fila de pessoas. Afinal, haviam pessoas que conversava todos os dias e que hoje nos cumprimentam como grandes estranhos.
Então para de reclamar ok? Para de olhar o lado ruim e pedir que td passe rápido, que seu problema voem, que o final de semana chegue rápido, que o sol se ponha logo ou que você cresça de pressa. PARE! Vai ter dias que você vai querer sim tudo isso, mas lembra que os momentos bons também vão passar, que os presentes não serão sempre e nem que a vida vai ser sempre mil maravilhas se as coisas ruins passarem de pressa.
“Cada segundo é tempo para mudar tudo para sempre”, disse Charles Chaplin, e ele tava certo! Só nos mesmos podemos mudar nosso dia e fazer dele feliz. Lembram-se do post sobre Jogo Longo ne? A vida não começa com “era uma vez” e não termina com “felizes para sempre”. Então deixa essa mania boba de querer se livrar dos tempos ruins, antes que os tempos bons se livrem de você.

Beijos da Ari


Nenhum comentário:

Postar um comentário