Prazo Curto




Oswaldo Montenegro uma vez, disse: “Faça uma lista de grande amigos, quem você mais via há 5 anos atrás... Quantos você ainda vê todo dia? Quantos você já não encontra mais? Faça uma lista dos sonhos que tinha... Quantos você desistiu de sonhar? Quanto amores jurados para sempre... Quantos você conseguiu preservar? Onde você ainda se reconhece, na foto passada ou no espelho de agora? Hoje é do jeito que achou que seria? Quantos amigos você jogou fora... Quantos mistérios que você sondava, quanto você conseguiu entender? Quantos defeitos sanados com o tempo, era o melhor que havia em você? Quantas mentiras você condenada, quantas você teve que cometer? Quantas canções que você não cantava, hoje assovia pra sobreviver... Quantos segredos que você guardava, hoje são bobos ninguém quer saber... Quantas pessoas que você amava, hoje acredita que amam você?“

“Ué Ari como assim?”
Estranho ne? (risos), até porque nunca comecei um post do blog assim. Mas é que realmente me senti na obrigação de falar sobre isso com vocês.
Pesquisando novidades para o tema da semana do blog, vi esse texto. Fui lendo e quando cheguei no final parece que um caminhão tinha passado por cima de mim.
Gente, agora me diz... Como tudo pode passar tão rápido? E o que fazemos.. apenas aceitar, afinal não temos o que fazer. Fernando Pessoa dizia “O tempo passa. Não nos diz nada. Envelhecemos, afinal sabíamos [...]”.
A gente pisca passou, a gente ri passou, a gente chora passou...
Engraçado que algumas coisas pedimos para passar. Só não percebemos que é nossa vida passando. O que era a 3 ou 5 anos atrás? O que pensávamos?

Parei pra pensar e cheguei ao consenso de que o que mais nos faz sofrer é o adeus de pessoas. Ou pior ainda, as que nem dão um adeus.
Vai e vem uma pilha de corações, vai e vem uma fila de pessoas. Afinal, haviam pessoas que conversava todos os dias e que hoje nos cumprimentam como grandes estranhos.
Então para de reclamar ok? Para de olhar o lado ruim e pedir que td passe rápido, que seu problema voem, que o final de semana chegue rápido, que o sol se ponha logo ou que você cresça de pressa. PARE! Vai ter dias que você vai querer sim tudo isso, mas lembra que os momentos bons também vão passar, que os presentes não serão sempre e nem que a vida vai ser sempre mil maravilhas se as coisas ruins passarem de pressa.
“Cada segundo é tempo para mudar tudo para sempre”, disse Charles Chaplin, e ele tava certo! Só nos mesmos podemos mudar nosso dia e fazer dele feliz. Lembram-se do post sobre Jogo Longo ne? A vida não começa com “era uma vez” e não termina com “felizes para sempre”. Então deixa essa mania boba de querer se livrar dos tempos ruins, antes que os tempos bons se livrem de você.

Beijos da Ari


A Febre do Batom Matte

Depois de uma longa história de lábios com brilhos e textura cremosa, a presença do batom matte vem chegando cada dia mais a nossa rotina. Já se tornou um dos queridinhos não só entre as famosas, mas com todas as meninas.


Iniciando seu reinado nos anos 40, o batom opaco e com pouquíssimo brilho viveu seu momento quando a estética retro ditava os padrões de beleza da época.

O efeito aveludado deixa o batom mais clássico segundo alguns profissionais de Make-up.

"Hoje, a beleza está mais flexível e quando a boca é apagada por conta de um batom matte, criamos um leve contraste com ponto de luz nos olhos", explica o maquiador Vito Mariella, sócio do Liceu de Maquiagem, de São Paulo.

Muitas mulheres ainda sofrem com a dificuldade de usa-los apesar de os acharem completamente maravilhosos (assim como eu). Então vale ressaltar algumas dicas:

   1.  Para facilitar seu manuseio, o maquiador Porfírio Passos, do Studio W, de São Paulo, ensina uma regra de ouro: hidratação. "A boca não pode estar seca nem com peles soltas porque vai dificultar a aplicação do produto, já que ele não desliza facilmente nos lábios", diz. Se a opção for pela versão escura do batom matte, Passos indica a hidratação mais intensa. "Use um hidratante labial com regularidade e, inclusive, à noite, antes de dormir", fala.
2.       Outra sugestão do maquiador é a esfoliação labial. "Uma receita simples e caseira é misturar açúcar no hidratante e passar nos lábios. O processo tira todas as peles secas", garante.
3.       Com lábios menos danificados, o passo seguinte é a aplicação do produto. Vito Mariella explica que o corretivo deve estar sempre à mão para apagar possíveis erros, principalmente no contorno dos lábios, e ele ensina um truque. "Antes de aplicar o batom, passe o corretivo em toda a extensão da boca porque ele vai ajudar na fixação do produto."
4.       Na hora de aplicar, o pincel chanfrado modera a quantidade de batom usado nos lábios e, segundo, Mariella, o movimento deve ser das extremidades para o centro da boca. "Assim, é mais difícil errar". E, a última dica do maquiador: "Nas regiões mais úmidas dos lábios, como nos cantinhos ou na parte interna, seque com um lenço de papel antes aplicar o batom", finaliza.
5.     Uma dica bem legal para quem tem varias cores de batom normal em casa e quer torna-los matte é aplicar sobre ele o pó translucido
- Inicie aplicando o seu batom como de costume
- Retire o excesso do batom com um lenço de papel
- Agora aplique uma leve camada de pó Translucido
Caso seja necessário usar o batom novamente, aplique uma camada fina
Agora é só se jogar nos padrões da make e arrasar


Beijos e até a próxima.


Informações adicionais retiradas dos blogs < Erika Cavalcanti e Uol Mulher >

Falar sobre a maquiagem?

Falar sobre a maquiagem?
Isso mesmo. Afinal alguém sabe a origem dessa cor que passamos?


Para incrível que pareça, a maquiagem ou francês maquillage começou a ser utilizado desde a pré-história. Esses pós eram misturados com pomadas e óleos.

Batom
As mulheres da Mesopotâmia foram as possíveis inventoras e usantes do batom. No Egito, por exemplo, eram usados pigmentos extraídos de algas.
         
Blush
Iniciou pelos gregos e romanos que eram conhecidos por aplicar pigmentos vermelhos. As Europeias usavam o pó da madeira do pau-brasil. Diferente de agora o chamado “rouge” era usado tanto por homens quanto por mulheres na França.

Rímel
Inventado por Eugene Rimmel também francês, era um talentoso perfumista. O Rímel moderno, porém foi criado em 1917 por um químico chamado T.L. Willians depois que sua irmã Maybel lhe pediu que criasse um produto fácil de usar.


Pó Compacto
Foi por um bom tempo chamado de pó-de-arroz. Tudo começou na Europa. Há quem diga que era elaborada a base de leite de animais ou pó de chumbo. Bem louco não?


Em fim, o que a gente quer... é que a maquiagem dure o dia inteirinho HAHA

Beijos e até a próxima